Lipoescultura

Cirurgia específica para modelar o corpo

A lipoescultura modela o corpo, harmonizando-o visualmente. Por isso, está entre as cirurgias que mais elevam a autoestima. Para realizá-la, o médico utiliza cânulas especiais para extrair gordura em áreas localizadas. Em alguns casos, a gordura retirada é utilizada para preencher partes do corpo que tenham depressão e que precisam ser realçadas.

Pós-operatório

Depois da cirurgia, o corpo fica inchado e com algumas manchas roxas, sintomas que tendem a desaparecer depois das primeiras semanas.

Eventualmente, pode aparecer líquido nas áreas operadas, chamado de seroma. Quando isso acontece, o médico faz uma punção para retirar o líquido, mas esse fato não prejudica o resultado da cirurgia.

Os cortes feitos para a entrada da cânula são pouco perceptíveis, de aproximadamente 5 mm. Os pontos são retirados com uma semana a dez dias.

Cinta compressiva

Na lipoescultura é utilizada uma cinta compressiva, que é colocada no paciente quando ele ainda está no centro cirúrgico. Ela ajuda na contenção do edema, na retração da pele e na modelagem do novo corpo. A cinta deve ser usada entre 40 a 60 dias, até para dormir, sendo retirada apenas na hora do banho.

Drenagem linfática

Depois do terceiro dia da cirurgia, o paciente precisa submeter-se a sessões de drenagem linfática. Além de aliviar as dores, esse tipo de massagem combate os inchaços (edemas), ajudando o organismo a se restabelecer.

Atividade física

Os exercícios podem ser iniciados entre o quinto e o sétimo dia da cirurgia. Isso significa dizer que o paciente estará pronto para dirigir, voltar à academia, caminhar, fazer musculação, nadar, enfim, retornar às suas atividades normais.